Meu ambiente de desenvolvimento em 7 itens

Meu ambiente de desenvolvimento em 7 itens

Posted on: 13 March 2016

Seguindo a idéia de vários blogs de desenvolvedores de software que eu acompanho, resolvi fazer meu próprio post sobre o meu ambiente de desenvolvimento, listando-o em 7 itens!

Aqui vai:

Sistema operacional

Ubuntu 14.04 LTS. Utilizei Windows durante muito tempo e achava difícil deixa-lo, mesmo sabendo de todas as suas limitações, por causa dos programas de edição gráfica e jogos. Hoje em dia estou lidando bem com o fato de utilizar Ubuntu, não utilizo mais programas para editar imagens e jogo bem pouco (Dota 2, que tem para Linux).

O fato de usar Linux me trouxe a um novo ambiente, me forçando a estudar muito mais sobre como as coisas funcionam nele de modo mais detalhado. Usar o Terminal em um primeiro momento parecia uma tarefa árdua, mas quanto mais fui aprendendo, mais tempo acabo passando nele; não por masoquismo, mas porque ele é realmente mais prático para fazer muitas coisas.

Embora eu já tenha utilizado um ambiente full-linux outra vez por alguns meses, dessa vez não tem volta. Tudo que preciso está no Linux.

Linguagens de programação

“Javeiro de carteirinha” desde o período de faculdade. Hoje ainda estudo muito e preparo todos os materiais de aula com base no Java. Diria que ainda acho difícil me desprender da linguagem nos próximos dois anos, mas estou praticando minha segunda linguagem favorita: Python. Espero poder trabalhar em um projeto real com ela em um futuro próximo.

Editor de texto

Atom. Rápido, prático e leve. Utilizo ele inclusive para programar os exemplos das aulas em C e compilar direto por ele. O code completion e o syntax highlight dele são muito bons e a interface é muito agradável. E para editar queries SQL eu acho excelente, principalmente pela múltipla seleção. Todas essas características eu encontrava anteriormente no SublimeText, porém, aos poucos vou encontrando no Atom um ambiente mais amigável e sem necessidade de muitas configurações iniciais.

Controle de versão

Git, claro. Se você tem a opção de escolher seu SCM e utiliza CVS, SVN ou não utiliza um controle de versão, me desculpe, mas eu acho que já é hora de deixar a década de 90. Além de todas as vantagens que o Git pode trazer, que nem vou citar aqui para não prolongar o post ainda tem o Github, que é uma mão na roda para muitos desenvolvedores. Aliás, quem quiser me seguir lá: @diogomoreira

IDE de Desenvolvimento

Eclipse. Nesse quesito sou menos radical, não tenho problemas em utilizar outros ambientes, mas a minha produtividade é mais alta quando estou utilizando o Eclipse com Spring Tools Suite. Antigamente ainda utilizei Netbeans enquanto estive na faculdade mas hoje eu não me agrado com a interface e já decorei a maioria dos atalhos do Eclipse, então continuarei com ele por algum tempo.

Softwares auxiliares

Além dos softwares citados acima, utilizo alguns que me auxiliam no desenvolvimento das minhas atividades como desenvolvedor ou professor. São elas:

  • TeXMaker, para escrever e compilar apostilas, listas de exercícios e escrever artigos.
  • Google Chrome, além de ser leve e prático tem integração com o Chrome para Android.
  • Dropbox, para sincronizar meus materiais de aula e demais documentos.
  • TweetDeck, desde a época que não tinha sido comprado pelo Twitter eu uso. Melhor cliente da rede social até hoje.

Energias

Para codificar ou planejar minhas aulas, sempre vou acompanhado de música pelo Spotify e um bom café forte e quente. Além disso, pausas frequentes para tomar água.


É isso pessoal, esse post tava na geladeira a algum tempo e agora finalmente eu postei ele!

Share this post